Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2020 NOVEMBRO Alagoas participará da Conferência dos Direitos da Criança e do Adolescente
24/11/2020 - 12h17m

Alagoas participará da Conferência dos Direitos da Criança e do Adolescente

Devido à pandemia do novo coronavírus, evento será totalmente online

Alagoas participará da Conferência dos Direitos da Criança e do Adolescente

Alagoas integrará a XI Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, que será realizada no período de 26 de novembro a 10 de dezembro, de modo virtual, com a temática: “Proteção Integral, Diversidade e Enfrentamento das Violências”.

O evento, que  é realizado pelo Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), em parceria com a Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, pretende promover apoio ao desenvolvimento de políticas públicas que fortaleçam as estratégias e ações de enfrentamento à violência contra crianças e adolescentes.

De maneira online devido à pandemia de Covid-19, serão 15 dias de debate acerca das políticas públicas para crianças e adolescentes, estruturados em cinco eixos temáticos para orientar as discussões. Entre eles, garantia dos direitos e políticas públicas integradas e de inclusão social; prevenção e enfrentamento da violência contra crianças e adolescentes; e orçamento e financiamento das políticas para crianças e adolescentes.

A superintendente da Criança e do Adolescente da Seprev, que compõe o Cedca pelo Governo de Alagoas, Samylla Gouveia, destaca a importância da Conferência para a área.

“É justamente em tempos como este que estamos vivendo que as discussões sobre os direitos  das crianças e adolescentes - prioridades na Constituição Federal - precisam acontecer. Além disso, a iniciativa dar voz e visibilidade ao grupo por meio da participação deles em todo o evento”, ressalta Gouveia.

Em um ano de dificuldades ocasionadas pela crise sanitária, o vice-presidente do Cedca, Paulo Paraízo, ressalta a relevância das discussões e da participação das crianças e adolescentes para a criação ou aprimoramento das políticas públicas já existentes.

“Na conferência nacional a gente apresenta o que foi discutido na conferência estadual no ano passado. A edição local foi um sucesso porque mais uma vez foram ouvidas as pautas do público. São eles que ditam o que os governos e órgãos de maneira geral devem passar a direcionar o olhar. Quando a gente para para ouvi-los torna-se um momento enriquecedor, porque nem sempre o que a gente pensa que é emergente para eles é de fato”, comenta Paraízo.

Em Alagoas, integram a discussão a Secretaria de Prevenção à Violência - por meio da Superintendência da Criança e do Adolescente com a participação de Samylla Gouveia (Cedca/eixo governamental); Nelma Nunes,  referência da delegação;  Paulo Mesquita, do Fórum Permanente de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente de Alagoas;  Paulo Paraízo, pelo Cedca; os conselheiros tutelares Anderson Henrique (Rio Largo), Flávio Rodrigues (Girau do Ponciano), Aline Saraiva (Piranhas), Alysson Dantas (Penedo) e Veraleide Costa (Maceió). 

Também se somam às discussões os adolescentes Flávio Henrique (Comissão Permanente do Adolescente), Melissa Buarque (educomunicação) Agda Fernanda, Alisson Soares, Carla Fantine, Claevysson Pereira, Glauce Kelly, Heloísa Gomes, Jéssica Milena, José Aldan, Juana Victória, Karla Karoliny Pedrosa, Maria Vera Lúcia Ribeiro, Maycon Kauã, Pedro Lorena, além de Átila Viera, que é educador social e irá acompanhar o grupo.

 

 

 

 
Ações do documento

banner_lai+sic_LATERAL-A-PLONE3.jpg
banner_lai+sic_LATERAL-B-PLONE3.jpg

banner_GERAL_LATERAL_sic-plone3.jpg

 

null

Portal da Transparência