QUALIFICAÇÃO

Unidades de Internação de Adolescentes terão reforço na segurança com agentes especializados

Após realização de TAF, 29 agentes selecionados passam agora por curso de capacitação operacional

Everton Dimoni

quarta, 20 de abril de 2022 às 16h25

406

Victor Lopes

Texto de Everton Dimoni

Fotos de Victor Lopes

A Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev), por meio da Superintendência de Medidas Socioeducativas (Sumese), iniciou, nesta quarta-feira (20), o curso de capacitação operacional que irá qualificar agentes socioeducativos para o grupo de Gerenciamento e Contenção (Gcon). Ao todo, 29 candidatos, que foram aprovados no Teste de Aptidão Física (TAF), estão participando desta etapa de seleção para reforçar a segurança nas Unidades de Internação de Adolescentes.

Segundo o coordenador do curso, Williamberg Ramos, o Gcon atua no gerenciamento de crises e ações de contenção dentro das unidades, caso seja necessário. Ele ressalta que a instrução contemplará, além do treinamento operacional, toda a legislação concernente ao atendimento socioeducativo, incluindo o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (SINASE).

“O atendimento socioeducativo é diferenciado e nossos agentes estão sendo instruídos em toda parte legislativa. Dessa forma eles saberão como proceder dentro dos limites da legalidade, evitando todo tipo de abuso. A finalidade é ter a resolução de uma possível situação de crise sem nenhum efeito colateral”, explica.

O superintendente de Medidas Socioeducativas, Otávio Rego, fala sobre a atenção do Governo de Alagoas ao atendimento socioeducativo e ressalta que o Estado tem se consolidado como referência para outras unidades da Federação.

“Buscamos a melhoria contínua dos profissionais que compõem o sistema socioeducativo, agora com um grupamento especializado que vai tratar do gerenciamento de crises. Esses agentes estarão de prontidão 24h, monitorando as atividades esportivas, educacionais e demais ações para garantir a efetivação da segurança. Medidas como esta têm fortalecido o atendimento a adolescentes em conflito com a lei e dessa forma estamos há quase quatro anos sem registrar fuga, uma marca nunca antes alcançada por um estado brasileiro”, enfatizou.

As aulas desta quarta-feira (20) contaram com a participação e palestras da equipe da Supervisão de Valorização de Pessoas da Seprev, que trabalhou temáticas acerca da qualidade do atendimento.

Imagens do Álbum


Últimas Notícias