Técnicas de prevenção à dependência química são ministradas em Colônia de Leopoldina

Ação tem por objetivo enfrentar o avanço das drogas no meio social

quinta, 24 de abril de 2014 às 00h00

147

Jackson Santos

O município de Colônia de Leopoldina, na região norte de Alagoas, recebeu na quarta (23) e quinta (24) os técnicos da Secretaria de Estado da Promoção da Paz (Sepaz), que ministraram palestras de prevenção às drogas na cidade. A formação ocorreu na Escola de Ensino Fundamental Antonio Lins da Rocha, e foi direcionada aos professores e equipe técnico-pedagógica, bem como para os técnicos do Centro de Referência em Assistência Social (Cras).

“A Cidade de Colônia de Leopoldina vem sofrendo muito com o avanço das drogas. A maioria dos alunos tem algum dependente na família, vez ou outra chegam falando ‘tia, mataram um’. Essas crianças geralmente só querem um apoio. São tímidas, não fazem amigos, não convivem em um bom meio social e acabam nas drogas”, desabafa uma das professoras.

O professor Romildo Moura, Secretário de Educação, destacou que a formação vem fortalecer a escola no enfrentamento as drogas. “Vamos fortalecer a comunidade escolar na fomentação do combate as drogas, apresentando aos nossos professores e técnicos pedagógicos as técnicas de trabalho, reconhecimento, tratamento e abordagem aos alunos que apresentam aspecto de vulnerabilidade social e que estão em dificuldades de aprendizado ou faltando à escola”. Afirmou Romildo.

Para Cláudia Olegário, diretora de Prevenção da Sepaz, a ação proporcionou o estabelecimento de novas parcerias no enfrentamento ao problema das drogas. “Nosso trabalho vai além da capacitação, queremos que a escola saia desse sentimento de que está só no combate às drogas, e descubra que tem parceiros e que pode contar com a gente. Nosso objetivo é construir núcleos de combate às drogas nessas escolas para fortalecer ainda mais esse ambiente, que deve ser de proteção” comentou Claudia.

Além do Proteger Educando, o município também recebeu a campanha “Acolha seu filho antes que as drogas o adotem”, que vem destacando a importância do envolvimento de todos nesse projeto. “É importante que todos participem e não só os professores, mas também a família, pois se os pais percebem mudanças no comportamento dos filhos já podem procurar a ajuda adequada”, destaca Claudia.

Para compreender

Projeto de prevenção às drogas no ambiente escolar, o Proteger Educando capacita professores e equipe técnico-pedagógica com técnicas que possibilitam a identificação e as formas de atuação diante dos casos de uso e abuso de drogas dentro da escola. Também desenvolve o mesmo trabalho com pais e estudantes, para que eles possam agir em suas famílias e comunidades. Tem o apoio da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (SENAD), que fornece todo o material didático pedagógico.


Últimas Notícias