OPORTUNIDADE

Socioeducandos de Alagoas são contemplados pelo Programa Jovem Aprendiz pela primeira vez

Ao todo, 16 adolescentes da Unidade de Semiliberdade serão contemplados com a iniciativa

Everton Dimoni

terça, 24 de janeiro de 2023 às 09h00

143

Dyego Duarte

Texto de Everton Dimoni

Fotos de Dyego Duarte

Dezesseis adolescentes que cumprem medidas socioeducativas na Unidade de Semiliberdade, coordenada pela Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev), participarão de uma formação técnica metodológica em Tecnologia da Informação, viabilizado pelo SESI/SENAI, e terão a oportunidade de trabalhar como jovens aprendizes com carteira assinada e direitos trabalhistas garantidos.

A iniciativa pioneira em Alagoas acontece por meio de parceria entre a Seprev, por meio da Superintendência de Medidas Socioeducativas (Sumese), o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Usina Utinga Leão.

O superintendente de Medidas Socioeducativas da Seprev, Otávio Rego, explica que a parceria vem concretizar o principal objetivo da socioeducação, que é reintegrar socialmente adolescentes e jovens adultos em conflito com a lei. Ele ressalta ainda que esta é a primeira vez que o Programa Jovem Aprendiz contempla pessoas oriundas do Sistema Socioeducativo de Alagoas.

“Nosso objetivo é fazer com que os adolescentes deixem a medida socioeducativa qualificados para o mercado de trabalho. Hoje esses adolescentes darão início a uma formação de peso ministrada pelos professores do SESI/SENAI, uma das melhores instituições qualificadoras do Brasil, e serão integrados ao Programa Jovem Aprendiz por meio da Usina Utinga Leão, inclusive com direito a remuneração. Isso muito nos alegra, pois vemos nessas ações que a Medida Socioeducativa em Alagoas continua avançando”, afirmou.

Para o jovem E.S.O., de 20 anos, o curso de formação e a chance de trabalhar com carteira assinada é a oportunidade de um novo começo. “Estou achando o máximo. Além da oportunidade de emprego, vamos nos qualificar para ter uma vida melhor e um futuro bacana. Acredito que o passado serve para nos mostrar que toda história pode ter um recomeço e essa oportunidade será o meu ponto de partida para uma nova vida”, afirmou o socioeducando.

Segundo a gerente de Gestão de Pessoas da Usina Utinga Leão, Késia Santos, o Programa Jovem Aprendiz voltado para público socioeducativo é muito mais do que uma oportunidade de emprego, é um mecanismo para formar cidadãos por meio da educação e do trabalho.

“Buscamos reintegrar socialmente esses adolescentes através do curso profissionalizante e do acompanhamento multidisciplinar voltado para o adolescente e seus familiares. Em breve, eles serão inseridos no mercado de trabalho para que floresçam e deem frutos, impactando positivamente suas famílias e a sociedade” afirmou.

O lançamento do programa aconteceu nesta segunda-feira (23) com a participação de representantes da Seprev, do Grupo EQM, que dirige a Usina, o Ministério Público do Trabalho, Ministério Público de Alagoas, Tribunal Regional do Trabalho de Alagoas e da sociedade civil.

Imagens do Álbum


Últimas Notícias