Socioeducandas batem papo sobre superação com Andressa Urach

Apresentadora passou a manhã desta terça-feira (17) com adolescentes da Unidade de Internação Feminina

terça, 17 de novembro de 2015 às 00h00

137

As socioeducandas da Unidade de Internação Feminina (UIF) tiveram uma manhã diferente, nesta terça-feira (17). Elas receberam a visita da modelo e apresentadora Andressa Urach, que revelou ter superado a morte após diversos episódios em busca da fama e dinheiro. A ação teve o apoio da Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev), por meio da superintendência de Medidas Socioeducativas.

Durante a visita, a apresentadora deu uma palestra contando seu passado descrito no livro "Morri para viver" - a vida no mundo da prostituição e seu envolvimento com traficantes. "Muitas dessas meninas tiveram a vida que eu tive no passado, pois a grande maioria está aqui porque se envolveu com bandidos. Quis mostrar para elas que com fé é possível mudar seu passado e que nem tudo está perdido. Basta acreditar", contou Urach.

Para a gerente da UIF, Samara Veluma, o encontro teve como objetivo motivar e desenvolver nas adolescentes um sentimento de superação, para que tenham esperança e determinação em mudar de vida.

A apresentadora Andressa Urach revelou às internas que chegou a sofrer abuso sexual quando criança, que trabalhou em boates de prostituição e que até se envolveu com traficantes. “Não foi fácil viver tudo isso e reviver ao escrever meu livro. Mas a minha superação é uma dádiva de Deus e por isso merece ser contada para que sirva de exemplo”, disse.

Urach contou, ainda, que o seu limite foi em novembro de 2014, quando foi internada em um hospital e permaneceu 28 dias na Unidade de Terapia Intensa (UTI) em decorrência de uma infecção generalizada devido à aplicação de hidrogel nas pernas.

“Este foi o nível máximo da minha superação. Eu vi a morte de perto e foi quando decidi mudar de vida e dar uma nova chance para mim mesma. Não esperem ver a morte para querer mudar. Essa é a hora de aproveitarem a nova chance e começar a fazer tudo diferente”, aconselhou.


Últimas Notícias