NAPI

Seprev participa de ação integrada e apura denúncias de violência contra o idoso

Ação integrada contou com a participação da Polícia Militar, através das Bases Comunitárias, de núcleos integrados da Polícia Civil e do Centro de Referência Especializado de Assistência Social

Everton Dimoni

segunda, 27 de junho de 2022 às 14h25

85

Vitor Beltrão

Texto de Everton Dimoni

Fotos de Vitor Beltrão

A Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev), por meio do Núcleo de Atendimento à Pessoa Idosa (NAPI) da Casa de Direitos de Maceió, participou, nesta segunda-feira (27), de uma operação conjunta para apurar denúncias de negligência e maus tratos à pessoa idosa em vários bairros de Maceió. A ação integrada contou com a participação da Polícia Militar, através das Bases Comunitárias, de núcleos integrados da Polícia Civil e do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas).

Segundo o assessor executivo de Articulação e Gestão Estratégica da Seprev, Anax Bruno, a ação denominada “Idoso protegido” atendeu a cerca de 70 denúncias de violência praticada contra pessoas com 60 anos ou mais. A operação acontece no mês de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa.

“A Seprev participa da operação de hoje integrando o eixo da Segurança Pública como mais um ator importante na rede de proteção da pessoa idosa em Alagoas. Estamos verificando e filtrando todas as denúncias para que sejam tomadas as providências cabíveis, caso seja necessário, buscando sempre uma boa resolução para o idoso”, afirma.

Um caso que teve destaque na operação foi o da senhora Maria Helena, que tem 70 anos e reside no bairro Jardim Petrópolis, parte alta de Maceió. Ela denunciou o próprio neto, que é dependente químico e vinha praticando violência psicológica contra ela.

“Durante a visita, as equipes conseguiram convencer o homem, de 34 anos, a ingressar no tratamento para dependência química ofertado pela Rede Acolhe. Prontamente, ele foi encaminhado ao Centro de Acolhimento de Maceió e posteriormente será enviado para uma das comunidades terapêuticas credenciadas ao Governo de Alagoas, onde receberá todo o suporte necessário para vencer a dependência”, relatou Anax Bruno.

NAPI

A coordenadora do NAPI Maceió, Karoline Moura, explica que o Núcleo atua no combate e prevenção à violência contra a pessoa idosa de forma ativa, recebendo denúncias de forma espontânea e também por meio da rede de apoio, como Secretaria de Segurança Pública, Polícia Militar, Polícia Civil, Ministério Público, Creas, entre outros.

“Após o recebimento das denúncias, o Núcleo analisa a melhor maneira de atender à necessidade do idoso. Percebido a existência de maus tratos, por exemplo, procuramos imediatamente a família para orientá-la acerca dos direitos da pessoa idosa e, caso a situação persista, encaminhamos à Justiça para que sejam tomadas as medidas cabíveis”, explica.

A ação desta segunda-feira contou com a participação do secretário de Segurança Pública, Flávio Saraiva, e do delegado Roberval Davino, do 6º Distrito Policial da Capital, que concentra os casos relacionados à violência contra idosos.

Na oportunidade, eles destacaram que este é um momento importante para a Segurança Pública em Alagoas, marcado pela preocupação com o bem-estar da pessoa idosa.

Imagens do Álbum


Últimas Notícias