Seprev e Fecomércio vão proporcionar oficinas produtivas para dependentes químicos e socioeducandos

Iniciativa tem por objetivo capacitar os jovens para inserção no mercado de trabalho

sexta, 02 de julho de 2021 às 09h20

17

Uma parceria entre a Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev), a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Alagoas (Fecomércio/AL) e Ministério Público Estadual (MPAL) irá viabilizar a capacitação profissional de adolescentes e jovens alagoanos em cumprimento de Medida socioeducativa.

Em visita realizada na manhã desta quinta-feira (1), o titular da Seprev, Kelmann Vieira, apresentou às entidades estaduais o espaço onde acontecerão as oficinas, que fica no Complexo de Unidades de Internação de Jovens Adultos, no bairro do Tabuleiro do Martins, em Maceió. Segundo o secretário, a parceria vai fortalecer a Medida Socioeducativa de Alagoas, que já é referência para o país.

“Nosso objetivo nesta fase é fortalecer a reinserção social dos nossos adolescentes e para isso buscamos parceiros com expertise no assunto, como Fecomércio e o Sistema S, instituições reconhecidas nacionalmente e cuja capacitação fará, sem dúvidas, abrir portas para essas pessoas que serão qualificadas”, disse o secretário.

Na ocasião, a promotora da Infância e da Juventude, Marília Cerqueira, ressaltou a profissionalização como fator decisivo em termos de desenvolvimento de políticas públicas considerados imprescindíveis para o êxito da reinserção social do adolescente em conflito com a lei, juntamente com a escolarização e o fortalecimento dos vínculos familiares.

“Este é mais um importante projeto da política da socioeducação que garantirá o direito à profissionalização. Teremos oficinas estabelecidas na forma de convênio, que está em fase de construção jurídica, e isso contribuirá grandemente para o sucesso na ressocialização desses adolescentes”, disse a promotora.

Reinserção social para dependentes químicos

Além das oficinas para socioeducandos, a nova parceria irá proporcionar cursos e capacitações no Centro de Referência em Reinserção Social de Dependentes Químicos, beneficiando desta forma dependentes químicos recuperados pelo programa de tratamento do Governo do Estado, a Rede Acolhe.

Em 2017, o governador Renan Filho, de forma pioneira, sancionou uma lei prevendo que empresas contratadas pelo Poder Público destinem um percentual de suas contratações para este público, oferecendo oportunidades para que ex-acolhidos ingressem no mercado de trabalho.

Para o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Alagoas (Fecomércio/AL), Gilton Lima, o programa de capacitação garantirá a oportunidade de emprego e melhores condições de vida para os ex-acolhidos. “O mercado está esperando para absorver cada acolhido que sair com um certificado em mãos. Será um passaporte para o engrandecimento do seu profissionalismo perante a nossa sociedade empresarial”, afirmou.

As oficinas e cursos profissionalizantes, tanto para socioeducandos quanto para dependentes químicos, serão ofertados pelo Senac/AL, que tem em seu portfólio uma gama de cursos e ações de inserção social que permitirá aos adolescentes o acesso à cidadania e produtividade, como explica a diretora regional do Senac, Telma Ribeiro.

“Essa parceria é muito positiva, porque cumpre nossa missão de educar para o comércio de bens e serviços, e também a missão do Poder Público, que está muito motivado e buscando soluções para problemas que são de todos nós. É um compromisso de cidadania de todas as instituições que vai possibilitar a esses jovens ter uma vida mais digna”, afirmou.


Últimas Notícias