ESCOLA DE CONSELHOS

Seprev certifica Conselho Tutelar de União dos Palmares como referência no SIPIA CT

Eles receberam a certificação de referência na utilização do Sistema de Informação Para a Infância e Adolescência – SIPIA

Everton Dimoni

terça, 09 de novembro de 2021 às 16h45

177

Victor Lopes

Texto de Everton Dimoni

Fotos de Victor Lopes

Conselheiros tutelares do município de União dos Palmares receberam, nesta terça-feira (9), a certificação de referência na utilização do Sistema de Informação Para a Infância e Adolescência – SIPIA. Eles foram capacitados pela Escola de Conselhos de Alagoas, equipamento da Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev) que tem contribuído para a formação continuada dos conselheiros tutelares e Conselhos de Direitos de todo o estado.

A superintendente da Criança e do Adolescente da Seprev, Samylla Gouveia, explica que o SIPIA é um sistema nacional de registro e tratamento de informações sobre a garantia e defesa dos direitos fundamentais preconizados no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). O sistema agrega informações em nível municipal, estadual e nacional e se constitui em uma base única nacional para formulação de políticas públicas no setor.

“Dentro desse sistema, os conselheiros tutelares alimentam as violações de direitos que mais ocorrem em seus municípios para que, a partir daí, a política da criança e do adolescente no âmbito estadual tenha esse quantitativo de dados para formular políticas públicas voltadas para crianças e adolescentes. A Escola de Conselhos veio contribuir ainda mais nessa formação continuada e a Seprev tem assumido um papel fundamental no fortalecimento desse processo”, afirmou a superintendente.

Inaugurado no mês de setembro, o equipamento já capacitou 12 municípios alagoanos, totalizando 139 conselheiros tutelares e conselheiros de direitos certificados pela Escola de Conselhos. O presidente do Conselho Tutelar de União dos Palmares, Alexander Campos, elogiou a capacitação e comentou a importância da integração ao SIPIA para a garantia dos direitos de crianças e adolescentes alagoanos.

“O SIPIA realmente veio para ficar, pois responde a uma necessidade real vivenciada pelos Conselhos Tutelares. Todo o sistema de garantia de direitos tem hoje à sua disposição dados em tempo real, por isso se faz tão importante que os conselheiros sejam capacitados”, enfatizou.

Imagens do Álbum


Últimas Notícias