Núcleo de Combate as Drogas do judiciário conhece o Acolhe Alagoas

Técnicos conheceram os três eixos de atendimento ofertados pela Sepaz – prevenção, recuperação e reinserção social

terça, 29 de abril de 2014 às 00h00

188

Jackson Santos

Objetivando a realização de mais uma possível parceria entre o Governo do Estado e o Poder Judiciário alagoano, o Centro de Acolhimento a Pessoas com Dependência Química da Secretaria de Estado da Promoção a Paz (Sepaz) recebeu na manhã desta terça-feira (29) os técnicos do Núcleo Permanente de Combate as Drogas do Poder Judiciário de Alagoas, que realizaram visita de conhecimento à rede de atendimento ofertada pelo Governo do Estado.

“O objetivo desta visita é conhecer o projeto Acolhe Alagoas e a realidade de suas Comunidades Acolhedoras para que possamos encaminhar nossos servidores e ou familiares que apresentem registro de dependência química. Seja por álcool e outras drogas”, afirmou a médica Astéria Moreira, coordenadora do Núcleo.

Durante visita, os técnicos conheceram os três eixos de atendimento ofertados pela Sepaz – prevenção, recuperação e reinserção social –, além dos procedimentos realizados durante o atendimento aos dependentes e seus familiares.

Já durante a visita a comunidade acolhedora Nova Jericó, o juiz Celyrio Adamastor ficou emocionado ao ver Adriano Soares apenado por ele a cinco anos de prisão no sistema prisional e hoje, após cumprida a pena, foi acolhido na comunidade e agora, recuperado das drogas,  ajuda de forma voluntária na recuperação de outros dependentes.

“O que percebemos é que o espírito da comunidade é resgatar vidas, onde o dependente em recuperação passa a recuperar outros dependentes, seja pelo exemplo de vida, seja pela experiência pessoal de cada individuo ou motivação. O objetivo e apenas resgatar vidas”, juiz Celyrio Adamastor.


Últimas Notícias