PROTAGONISMO FEMININO

Mulher assume pela primeira vez supervisão de uma Unidade Masculina de Socioeducação

Participação feminina na gestão pública tem sido uma das características do governo Paulo Dantas

Everton Dimoni

terça, 21 de novembro de 2023 às 15h20

253

Vitor Beltrão

Texto de Everton Dimoni

Fotos de Vitor Beltrão

Pela primeira vez, o Sistema Socioeducativo de Alagoas conta com uma mulher na supervisão da Unidade de Internação Masculina. Em novembro deste ano, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev), quebrou o antigo paradigma e ampliou a participação feminina nas políticas públicas de prevenção à violência com a designação da alagoana Jéssica Cerqueira para a supervisão da Unidade de Internação Provisória Masculina (UIPM).

Jessica Cerqueira tem 25 anos, é casada, mãe de dois filhos e supervisiona a aplicação da medida de proteção a oito adolescentes autores de ato infracional. Para ela, a participação na gestão da medida socioeducativa em um cargo de liderança reforça o empoderamento das mulheres que atuam no eixo da Segurança em Alagoas.

“Ter mulheres na liderança traz uma visão diferente para as tomadas de decisão. Penso que a diversidade de ideias e de experiências enriquece o processo de criação de políticas públicas e de estratégias de segurança, contribuindo para que as necessidades de ambos os gêneros sejam consideradas. A presença de mulheres em tais cargos demonstra ainda o potencial que temos de ocupar as mais variadas funções, o que é muito importante para a promoção da equidade de gênero e para a representatividade feminina no âmbito social”, analisa a supervisora.

Coordenado pela Seprev, o Sistema Socioeducativo de Alagoas conta com 15 Unidades de Internação, que atendem atualmente 159 adolescentes e jovens adultos em conflito com a lei.

Nesse contexto, Jéssica Cerqueira é responsável por supervisionar a execução das atividades diárias da UIPM, em cooperação com os demais servidores. As atribuições incluem zelar pela integridade física, moral e psicológica dos adolescentes e da equipe técnica, executar procedimentos administrativos e operacionais concernentes à unidade, coordenar o diálogo entre a Unidade de Internação e a Superintendência de Medidas Socioeducativas da Seprev, entre outras atividades que objetivam a aplicabilidade da medida e a reinserção social dos adolescentes.

“Aqui no sistema socioeducativo preparamos cidadãos para serem reinseridos na sociedade. Como supervisora, tenho a oportunidade de acompanhar de perto exemplos de superação e mostrar que todos somos capazes de conquistar o que desejamos. Para mim, é uma honra contribuir para a construção de uma sociedade mais igualitária e pacífica e, dessa forma, construir um futuro melhor”, afirmou Jéssica Cerqueira.

O superintendente de Medidas Socioeducativas da Seprev, Otávio Rego, ressalta que o fortalecimento das políticas de gênero tem sido uma das características do governo Paulo Dantas. A gestão estadual tem o primeiro escalão formado majoritariamente por mulheres e o número de gestoras é o maior entre todos os governos estaduais do Brasil.

“É dessa forma que reconhecemos de fato a competência e o valor da contribuição das mulheres para a administração pública. A designação de Jéssica Cerqueira para a supervisão da UIPM acompanha, não só o pensamento da gestão estadual, mas um movimento muito mais amplo, que fomenta a participação feminina nos espaços de poder e de decisão. Esperamos que essa iniciativa inspire outros órgãos públicos a fazer o mesmo”, disse o superintendente.

Importância do supervisor

O secretário interino da Seprev, André Moita, destaca que os supervisores são fundamentais para o êxito da medida socioeducativa, bem como para o aperfeiçoamento contínuo do modelo de atenção prestada pelo Estado a adolescentes e jovens em conflito com a lei.

“Atualmente, Alagoas figura entre um dos melhores estados no que se refere à medida socioeducativa. Este resultado é fruto de uma gestão comprometida com a socioeducação, bem como do trabalho diário dos supervisores e de todas as equipes que se dedicam diuturnamente na execução desse atendimento”, frisou André Moita.

Imagens do Álbum


Últimas Notícias