Monitoramento vai garantir melhores resultados ao projeto Acolhe Alagoas

Capacitação de profissionais e assessoramento às comunidades também serão intensificados

sexta, 02 de maio de 2014 às 00h00

151

Ascom Sepaz

 

Um monitoramento integrado pretende garantir melhores resultados ao projeto Acolhe Alagoas, capacitação de profissionais da rede de acolhimento e assessoramento às comunidades credenciadas. O objetivo é contribuir para a mudança de vida tanto dos dependentes químicos que buscam a recuperação quanto de suas famílias.

A ação compõe uma parceria, que já está em andamento, entre a Secretaria de Estado da Promoção da Paz (Sepaz) e o Centro de Educação Profissional e Superior Santa Maria Madalena (Cenfap), que nesta sexta-feira (2) realizaram o I Encontro Interinstitucional, no Hotel Enseada, em Maceió.

De acordo com o secretário Adalberon Sá Júnior, a integração entre o Cenfap e o Centro de Acolhimento da Sepaz é de extrema importância para o aperfeiçoamento do serviço, que atende pessoas fragilizadas devido à dependência química, mas que querem retomar o controle de suas vidas. Segundo ele, a pesquisa já realizada devido à parceria aponta alguns caminhos.

“Já temos, agora, mais informações sobre o perfil das comunidades, de seus gestores, do projeto terapêutico de cada uma delas, das atividades desenvolvidas e inclusive dos principais motivos que levam à evasão dos acolhidos. Pretendemos, então, implementar melhorias no serviço, sempre com a parceria das próprias comunidades”, salientou Adalberon Sá Júnior.

Segundo o coordenador geral do monitoramento pelo Cenfap, professor José Nilton Nunes, a parceria tem como dimensões de atuação, além do monitoramento, a assessoria, a pesquisa, a formação continuada e a publicidade. “O monitoramento é essencial para quem quer ter resultados. Diante disso, já começamos a trabalhar algumas estratégias junto às comunidades”, frisou.

A diretora técnica administrativa do Cenfap, Idabel Nascimento da Silva, junto com os gestores da entidade, o superintendente de Políticas sobre Drogas da Sepaz, Luan Gama, os diretores e alguns técnicos do Centro de Acolhimento também participaram do I Encontro Interinstitucional.


Últimas Notícias