REINSERÇÃO SOCIAL

Jovem alagoano inicia carreira de barbeiro após conclusão da medida socioeducativa

Cursos de qualificação oferecidos pela Seprev têm contribuído para abrir oportunidades de ressocialização por meio da educação profissionalizante

Everton Dimoni

sexta, 26 de maio de 2023 às 08h35

255

Vitor Beltrão

Texto de Everton Dimoni

Fotos de Vitor Beltrão

A medida socioeducativa tem a finalidade principal de ressocializar adolescentes e jovens adultos em conflito com a lei, evitando, de maneira efetiva, sua reincidência no ato infracional. Em Alagoas, este atendimento é coordenado pela Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev), que, por meio da Superintendência de Medidas Socioeducativas (Sumese), tem investido na educação e na qualificação profissional dos socioeducandos.

Um exemplo de sucesso deste trabalho é o jovem Givaldo Amaro Silva Santos, de 19 anos. Por causa de um erro cometido no passado, ele passou dois anos e meio cumprindo medida na Unidade de Internação de Jovens e Adultos (UIJA), mas foi nesse período que ele viu a oportunidade de reescrever sua história de vida.

Dentro da unidade, ele aprendeu a escrever, aperfeiçoou a leitura e ingressou nos cursos profissionalizantes oferecidos pela Seprev, por meio de contrato com o Senac Alagoas. E foi no curso de Qualificação Profissional em Barbeiro que ele se encontrou e viu a possibilidade de iniciar na vida profissional. Desde o início, mostrou interesse pelo ofício e foi aluno destaque do curso.

“Achei que seria complicado, mas fui pegando a prática. O professor elogiava o meu trabalho, foram aparecendo clientes, até que todos queriam cortar o cabelo comigo. Já perdi a conta de quantos cabelos eu já cortei”, conta.

Givaldo deixou a medida socioeducativa com a certeza do que queria fazer da vida. Ele recebeu o apoio da tia Miriam, que é cabeleireira e abriu as portas do salão para que o sobrinho pudesse trabalhar. Ele fica responsável pelos cortes masculinos e ganha entre 15 e 25 reais por corte, que pode ser feito na máquina ou na tesoura. O fruto do trabalho, ele utiliza para comprar suas coisas pessoas, comida e ainda separa uma parte para abrir sua própria barbearia no futuro.

“Lá [na Unidade de Internação] me foram apresentadas muitas oportunidades que me deram esperança para seguir em frente de cabeça erguida, com paciência e fé em Deus. Hoje tenho uma vida produtiva, posso cooperar com os meus familiares e dar mais atenção àqueles que estão junto de mim. Tenho certeza que, daqui para frente, vai dar tudo certo”, afirma o ex-socioeducando.

Para o superintendente de Medidas Socioeducativas da Seprev, Otávio Rego, a história desse jovem só foi possível graças aos recentes investimentos do Governo de Alagoas, que vem fortalecendo o Sistema Socioeducativo ano após ano.

“É gratificante ver que o trabalho da Seprev tem transformado a vida de tantos adolescentes e jovens, como o Givaldo. Isso nos dá a certeza de que o Sistema Socioeducativo de Alagoas tem cumprido com excelência o seu papel de integrar socialmente os nossos adolescentes e jovens”, afirmou o superintendente.

Imagens do Álbum


Últimas Notícias