REINSERÇÃO SOCIAL

Dependentes químicos recuperados pela Rede Acolhe são capacitados para o mercado de trabalho

Eles iniciaram esta semana as aulas práticas do curso de salgadeiro oferecido pelo SENAC Alagoas

Everton Dimoni

segunda, 20 de junho de 2022 às 16h45

178

Vitor Beltrão

Texto de Everton Dimoni

Fotos de Vitor Beltrão

A Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev), por meio do Centro de Referência em Reinserção Social e Produtiva, está promovendo a capacitação profissional de dezenas de dependentes químicos atendidos pela Rede Acolhe. Os cursos são oferecidos através de contrato com o SENAC Alagoas, entidade de referência nacional na formação de profissionais para o mercado de trabalho.

Nesta segunda-feira (20), foi a vez da turma do curso de salgadeiro mostrar que tem talento para ofício. Após concluírem as aulas teóricas, eles entraram na cozinha industrial para colocar a mão na massa e preparar pratos deliciosos e de alta qualidade.

Guiados pelo professor Samuel Carlos – que é embaixador da gastronomia alagoana, prêmio conferido aos melhores chefs de cozinha do estado -, os alunos vão aperfeiçoando as técnicas e criando receitas das mais diversas: do pão francês e o enroladinho de charque até os pratos mais sofisticados, como o espetinho de caprese ao molho pesto e os canapés de parmesão com ervas.

“Aqui eles aprendem a trabalhar com todos os tipos de salgados: com glúten, sem glúten, vários tipos de pães, massas folhadas, salgados fritos e ao forno, saladas. Esses alunos sairão do curso certificados e prontos para trabalhar com carteira assinada ou montar seu próprio negócio. Após a conclusão, eles farão um projeto integrador que irá prepará-los para empreender no ramo de salgados e serão incluídos no banco de dados do SENAC para futuras oportunidades”, explica o professor.

Jeová Marcelino, de 41 anos, conta que superou a dependência em álcool com a ajuda profissional da Rede Acolhe. Após seis meses de tratamento, ele ingressou no curso de frentista oferecido pela Seprev e conquistou um emprego permanente em um posto de gasolina de Maceió. Agora, ele vê nas aulas de salgadeiro uma oportunidade de abrir seu próprio negócio.

“Para mim, que gosto de cozinhar, esta é uma ótima oportunidade. Meu pensamento agora é trabalhar muito, principalmente na cozinha, e já estou com um projeto para abrir um negócio de salgados fritos. Agradeço a Deus e ao Governo de Alagoas, que por meio da Seprev está nos ajudando a ter uma vida saudável e uma postura melhor na sociedade”, comenta o ex-acolhido.

O gerente de Programas de Prevenção e Reinserção Social da Seprev, Diego Barros, explica que a reinserção profissional e social são passos fundamentais para a reabilitação deste público. Para isso, o contrato com o SENAC Alagoas já disponibilizou em 2022 os cursos de frentista, pizzaiolo e informática básica.

“A capacitação profissional do público acompanhado pelo Centro de Reinserção da Seprev oportuniza a geração de emprego e renda, prevenindo a reincidência dos mesmos ao uso de substâncias químicas. Dessa forma estamos dignificando os nossos acompanhados, possibilitando a empregabilidade e uma vida produtiva, essenciais para a reabilitação desse público”, afirmou.

Imagens do Álbum


Últimas Notícias