OPORTUNIDADE

Dependentes químicos que concluíram tratamento na Rede Acolhe são capacitados para o mercado de trabalho

Eles concluíram nesta sexta-feira o curso profissionalizante de Montador de Móveis

Everton Dimoni

sexta, 02 de fevereiro de 2024 às 16h45

186

Vitor Beltrão

Texto de Everton Dimoni

Foto de Vitor Beltrão

O Governo de Alagoas segue promovendo a qualificação profissional de dependentes químicos que concluíram o tratamento oferecido pela Rede Acolhe. Nesta sexta-feira (2), mais uma turma formada por ex-acolhidos finalizou as aulas práticas do curso de Montador de Móveis, e nos próximos dias, eles receberão um certificado de reconhecimento nacional para ingressar no mercado de trabalho.

Para o ex-acolhido Joseph Magno, a qualificação profissional é uma oportunidade para dar continuidade à vida longe dos erros do passado. Ele, inclusive, já iniciou o processo para abrir uma empresa no ramo de movelaria. 

“Um curso como este é importante, pois dá oportunidade para que pessoas que estavam fora da convivência social possam recomeçar a vida, serem reintegrados à família e se tornar um cidadão de bem como qualquer outro. Se não fosse a Rede Acolhe, talvez nem estaríamos aqui. Graças a esse programa estamos aqui reconstruindo a nossa vida de forma efetiva”, comentou Joseph.

O professor André Nascimento foi o responsável por conduzir a turma nas aulas teóricas e práticas. Ele explica que os alunos aprenderam tudo sobre o sistema construtivo de móveis, desde a leitura e interpretação de projetos até o correto atendimento ao cliente e a conservação do mobiliário.

“Eles viram todo o contexto teórico e foram para a parte prática com um conhecimento muito bom. Fazer um curso completo como o do SENAI trouxe uma série de vantagens, pois o aluno que aprende os detalhes construtivos vai para o mercado de trabalho com uma segurança muito grande e acaba tendo indicações e recomendações para o futuro. Tudo isso contribui para ele se destacar no mercado”, afirmou o professor.

Segundo o gerente de Reinserção Social e Produtiva da Seprev, Diego Barros, a capacitação profissional dos ex-acolhidos é fundamental para que eles possam ter um retorno mais digno à sociedade. “Enquanto gestão estadual, entendemos que capacitar esse público é o primeiro passo para que eles possam dar início a uma vida mais positiva, garantindo sua dignidade e minimizando as chances de recaídas”, destacou o gerente.

Socioeducação

Por meio da Seprev, o Governo de Alagoas está oferecendo em 2024 mais de duas mil vagas para cursos profissionalizantes nas áreas industrial e comercial, que contemplam, além dos dependentes químicos, adolescentes e jovens do Sistema Socioeducativo de Alagoas. Os cursos são ofertados por meio de contrato com o SENAI, SENAC e SENAR.

A turma de Montador de Móveis, inclusive, contou com a participação de um adolescente do projeto Pega a Visão, que promove o acompanhamento pós-medida objetivando a plena reinserção social e familiar deste público.

No mês de janeiro, uma turma formada exclusivamente por egressos do Sistema Socioeducativo concluiu o curso profissionalizante de Construção Civil em Alvenaria, um avanço para a medida de proteção socioeducativa em Alagoas que garante alternativas distintas ao ato infracional, reduzindo as chances de reincidência.

Imagens do Álbum


Últimas Notícias