Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2021 JANEIRO Socioeducandos de Alagoas voltam a receber atendimento espiritual nas Unidades de Internação
14/01/2021 - 12h26m

Socioeducandos de Alagoas voltam a receber atendimento espiritual nas Unidades de Internação

Parcerias com instituições religiosas têm ajudado os adolescentes durante o isolamento que foi intensificado com a pandemia

Socioeducandos de Alagoas voltam a receber atendimento espiritual nas Unidades de Internação

A Superintendência de Medidas Socioeducativas (Sumese) da Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev) tem retomado progressivamente as ações de espiritualidade com os adolescentes e jovens adultos que cumprem medidas socioeducativas em Unidades de Internação do Estado. A assistência espiritual e religiosa tem sido uma ferramenta eficiente para aliviar a rotina de isolamento dos adolescentes, intensificada com a pandemia.

O supervisor de Cultura, Esporte e Lazer da Sumese, Thiago Santos, explica que as atividades obedecem com rigor o protocolo de segurança estabelecido pela Unidade Básica de Saúde que atende o público socioeducativo.

“Estamos reabrindo as portas para que as instituições que já faziam parte do nosso cronograma retornem, mas de forma diferenciada. Os adolescentes participam das atividades dentro dos próprios alojamentos e os líderes desenvolvem a liturgia do lado de fora, respeitando o distanciamento social e munidos de EPIs, como máscara e álcool gel”, explica Thiago.

Uma equipe formada por líderes eclesiásticos e educadores sociais tem unido forças nas visitas quase diárias às unidades. Além do time de profissionais da Sumese, parcerias com instituições religiosas têm fortalecido as ações, a exemplo da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), que tem dado uma contribuição valiosa no dia a dia dos garotos.

O pastor da IURD William Pires é um dos parceiros nesse trabalho. Ex-socioeducando, ele sentiu na pele as angústias de uma adolescência privada de liberdade e utiliza sua experiência para mostrar aos garotos da Sumese o potencial transformador da fé.

“Nós temos esse trabalho como algo essencial, considerando todas as dificuldades que eles já passaram. Nesse tempo de pandemia, em meio a tanto desespero e ansiedade, a gente traz uma palavra de confiança e mostramos a esses adolescentes que eles são capazes de construir uma vida melhor”, afirmou.

William comentou também que os jovens são muito receptivos à palavra de Deus e que a denominação já programa uma cerimônia de batismo para o mês de fevereiro. Para a igreja evangélica, o ato representa o abandono de uma vida pregressa para o renascimento pessoal com Cristo.

“Sabemos que muitos deles foram rejeitados e por isso entraram na vida errada do crime, mas a palavra de Deus tem potencial para transformar cada um, basta querer”, disse o pastor.

A gerente de Desenvolvimento Integral da Sumese, Cássia Moreno, ressalta que o trabalho de espiritualidade também contribui comprovadamente para a manutenção da saúde mental dos jovens, cujos anseios e questionamentos encontram sentido na fé.

“Nos estudos bíblicos o adolescente recebe uma mensagem de conforto e orientações que o ajudam a ressignificar sua trajetória. Também agregamos a música, que traz tranquilidade, e os resultados são surpreendentes”.

“Esse é um projeto da Sumese que existe há muito tempo, mas que infelizmente foi suspenso em virtude da pandemia. Estamos retomando com muita atenção, respeitando o distanciamento, mas cuidando para que os adolescentes escutem a palavra e sintam-se acolhidos”, destaca a gerente.

Ações do documento

banner_lai+sic_LATERAL-A-PLONE3.jpg
banner_lai+sic_LATERAL-B-PLONE3.jpg

banner_GERAL_LATERAL_sic-plone3.jpg

 

null

Portal da Transparência