Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2020 FEVEREIRO Socioeducandos visitam museus e aprendem sobre a história e a cultura de Alagoas
07/02/2020 - 14h47m

Socioeducandos visitam museus e aprendem sobre a história e a cultura de Alagoas

Projeto Conhecendo Maceió busca reinserir socialmente os adolescentes em conflito com a lei

Socioeducandos visitam museus e aprendem sobre a história e a cultura de Alagoas

A Medida Socioeducativa em Alagoas tem inovado em sua didática e obtido êxito na reinserção social de jovens e adolescentes em conflito com a lei. A implementação de atividades multidisciplinares é parte desse processo e tem contribuído comprovadamente para que o Sistema Socioeducativo alagoano se tornasse referência para o país.

Buscando essa mudança continuada, a Superintendência de Medidas Socioeducativas (Sumese) da Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev) desenvolveu o Projeto Conhecendo Maceió, que oportuniza a visita monitorada dos socioeducandos a espaços de fomento intelectual e cultural.

Esta semana, os adolescentes das Unidades de Internação Masculina 2 (UIM 2) e de Jovens e Adultos 2 (UIJA 2) foram ao Museu Theo Brandão e ao Museu da Imagem e do Som de Alagoas - MISA, onde puderam conhecer um pouco mais sobre a história e a cultura do nosso estado.

,

O educador social Leandro de Carvalho, que atua na UIJA 2, ressalta que as atividades de campo complementam o que é ensinado em sala de aula. “O projeto trata justamente dessa temática, que é redescobrir Alagoas. Nos museus e nos bairros históricos, como no bairro de Jaraguá, os adolescentes veem na prática o que é ministrado em sala de aula, o que ajuda a consolidar o conhecimento”, explica o educador.

Aos 18 anos, o socioeducando P.L.S. visitou um museu pela primeira vez e ficou encantado com o que viu. “Aprender sobre a história de Alagoas é aprender sobre nossa própria história, e quando nós conhecemos o passado, nós entendemos o presente e nos preparamos para o futuro. Sou grato pela oportunidade de ter vindo para cá. Gostei muito”, comentou o adolescente.

A gerente de Desenvolvimento Integral da Sumese, Cássia Moreno, fala sobre a contribuição desse tipo de atividade para a ressocialização dos jovens e o êxito da medida socioeducativa. “Nosso objetivo é ampliar a visão dos adolescentes para a nossa cidade e o nosso estado, por meio de um ensino diferenciado e de experiências que são muito ricas. É uma inovação que veio para ficar e tem apresentado resultados positivos para a reintegração social dos adolescentes”, afirmou.

 

 

Ações do documento

banner_lai+sic_LATERAL-A-PLONE3.jpg
banner_lai+sic_LATERAL-B-PLONE3.jpg

banner_GERAL_LATERAL_sic-plone3.jpg

 

null

Portal da Transparência