Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2018 Outubro Comunidades acolhedoras de Alagoas são credenciadas para receber recursos federais
16/10/2018 - 15h12m

Comunidades acolhedoras de Alagoas são credenciadas para receber recursos federais

Instituições vinculadas à Rede Acolhe do Governo de Alagoas foram aprovadas por Edital Nacional para financiamento de acolhimento de dependentes químicos

Comunidades acolhedoras de Alagoas são credenciadas para receber recursos federais

 

Os dependentes químicos de Alagoas agora contam com mais oportunidades para se afastarem do ambiente de uso de álcool e outras drogas. É que, 21 comunidades acolhedoras já credenciadas à Rede Acolhe do Governo do Estado, foram aprovadas também para receber recursos federais por meio da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad).

O edital de credenciamento, publicado em abril pela Senad, do Ministério da Justiça, em articulação com os ministérios da Saúde, do Desenvolvimento Social e do Trabalho, previa 6 mil vagas, que foram ampliadas para 9.395 vagas, que ainda serão distribuídas para as comunidades que foram credenciadas por todo o país.

“Com o credenciamento destas comunidades também no edital da Senad, possibilitará ao Estado de Alagoas a ampliação do cuidado, da recuperação e da reinserção social de dependentes químicos. Junto com as vagas já disponibilizadas pelo Governo Estadual, estas novas vagas dão uma real possibilidade de fortalecimento das políticas sobre drogas no estado e, consequentemente, ampliando a prevenção da violência”, enfatizou a secretária de Prevenção à Violência, Esvalda Bittencourt.

A condição para o acolhimento é a realização prévia de avaliação diagnóstica, seja por profissional da rede privada, pública, ou contratado pela entidade acolhedora. Em Alagoas, esta avaliação também pode ser feita por um dos Centros de Acolhimentos de Dependentes Químicos da Seprev, em Maceió, Arapiraca ou Santana do Ipanema.

Comunidades Acolhedoras são instituições de acolhimento voluntário a dependentes de substâncias psicoativas. Não integram o SUS, mas são consideradas equipamentos da rede suplementar de atenção, recuperação e reinserção social de dependentes.

Neste novo edital da Senad, até agora foram credenciadas 412 Comunidades Terapêuticas de todo o país, sendo 21 de Alagoas. As entidades passaram por processo de habilitação e pré-qualificação no qual foram analisados, entre outros quesitos, a documentação de regularização financeira e sanitária, o projeto terapêutico, com previsão de atividades recreativas e que promovam o desenvolvimento interno, a promoção do autocuidado e de sociabilidade, além de capacitação.

Em Alagoas, além das 21 comunidades acolhedoras credenciadas ao novo edital da Senad, existem mais 13 instituições – totalizando 34 comunidades -  credenciadas ao Governo do Estado, por meio da Rede Acolhe da Seprev, que realizam acolhimento voluntário de dependentes químicos e recebem recursos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep).

Ações do documento

banner_lai+sic_LATERAL-A-PLONE3.jpg
banner_lai+sic_LATERAL-B-PLONE3.jpg

banner_GERAL_LATERAL_sic-plone3.jpg

 

null

Portal da Transparência