Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2017 Dezembro Governo de Alagoas intensifica ações de prevenção à violência em 2017
26/12/2017 - 10h52m

Governo de Alagoas intensifica ações de prevenção à violência em 2017

Priorização teve como objetivo reduzir a criminalidade no Estado e alcançou resultados positivos

Governo de Alagoas intensifica ações de prevenção à violência em 2017
Texto de Victor Brasil

 

Ao criar a primeira Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev) do país, desde 2015, o Governo de Alagoas vem priorizando ações que se antecipam à criminalidade, atuando sobretudo no cuidado com as pessoas em situação de vulnerabilidade social. Em 2017, estas ações foram intensificadas e conseguiram alcançar resultados expressivos e que chamam a atenção de todos os estados brasileiros.

 

Dentre os principais destaques de resultados alcançados pela Seprev, neste ano, está o alto crescimento no atendimento a dependentes químicos que buscam o tratamento voluntário ofertado pelo próprio Estado, com recursos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep).


De janeiro a dezembro, a procura pelos serviços ofertados aumentou em 13,5% se comparado ao ano anterior, chegando a alcançar diretamente 6.492 pessoas. Os números, coletados pelas equipes de triagem dos dois Centros de Acolhimento, em Maceió e Arapiraca -, apontam ainda que, durante todo o ano, 3.697 pessoas com dependência química foram encaminhadas para uma das 37 comunidades acolhedoras espalhadas por todo o Estado e credenciadas na Rede Acolhe.

Ainda de acordo com os dados levantados pela Rede Acolhe, em 2017 foram acolhidos 3.117 homens adultos, 157 mulheres adultas, 329 adolescentes do sexo masculino e 90 do sexo feminino.

 grotaanjos


Para a titular da Seprev, Esvalda Bittencourt, os resultados alcançados durante este ano só reforçam ainda mais a necessidade da Rede Acolhe, que vem beneficiando muitos alagoanos que precisam de ajuda para se afastar do mundo das drogas.

 

“Antes deste programa existir, Alagoas tinha um cenário muito ruim quanto ao tratamento da dependência química. Pessoas eram acorrentadas para não saírem de casa para consumirem as drogas. Hoje, graças ao Governo do Estado, não existe mais isso. Vamos trabalhar para ampliar ainda mais esta quebra de paradigmas em 2018”, garantiu Esvalda Bittencourt.

 

Promoção da cidadania


Outra estratégia adotada pela Seprev para prevenção da violência é a promoção da cidadania e da justiça, que vem ganhando força a cada ano que passa. Somente neste ano, dois dos equipamentos que desenvolvem estes tipos de atividades, a Casa de Direitos, no Jacintinho, e a Casa da Cidadania, no Benedito Bentes, atenderam mais de 22 mil pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade social.

Os dois equipamentos vêm atuando com a aproximação da população das localidades onde estão instalados. Durante todo o ano, desenvolveram um cronograma de atuação em mediação de conflitos, atendimento jurídico psicossocial, informações acerca dos direitos, atividades com as crianças da comunidade e realização de oficinas e capacitações.


Durante o ano, foram mais de 11,5 mil atendimentos realizados, por meio de acesso aos serviços ofertados somente na Casa de Direitos, situada no mirante do Jacintinho. Este resultado representa um aumento de mais de 100%, referente ao mesmo período do ano passado.

 

Já na Casa da Cidadania, situada no conjunto Carminha, no Benedito Bentes, os dados apontam para um crescimento expressivo no atendimento do equipamento, que chegou a beneficiar mais de 11 mil pessoas em 2017. O número foi impulsionado principalmente pelos trabalhos e oficinas desenvolvidas com crianças e adolescentes da comunidade.

 

 direitos

Entrega voluntária de armas de fogo


Outra atuação destaque da Seprev é a Campanha de Entrega Voluntária de Armas de Fogo que, neste ano, arrecadou 160 itens, entre armas e munições. A campanha visa conscientizar a população sobre os riscos de manter uma arma de fogo dentro de casa.

 

Nos últimos 10 meses – este ano a campanha foi iniciada em março -, os ônibus da Seprev percorreram 20 territórios, sendo 10 no interior do Estado e 10 na capital. Ao todo, foram 44 armas de fogo, em sua maioria revólveres de calibres 22, 32 e 38. A campanha também arrecadou 116 munições.

 

Vida Nova nas Grotas

 

A grande novidade de 2017 foi a criação do Programa Vida Nova Nas Grotas, uma parceria do Governo de Alagoas e do Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (ONU-Habitat), que está configurado como uma plataforma de ações que congrega todos os órgãos e secretarias de Estado na promoção de acessibilidade, desenvolvimento econômico e social nas grotas da capital alagoana, aprofundando as atividades executadas desde 2016 pelo antigo programa Pequenas Obras, Grandes Mudanças.

Dentro deste programa, a Seprev vem reforçando a sua atuação para prevenir a violência nas comunidades beneficiadas pelo programa. De julho a dezembro, o órgão já efetuou mais de 115 ações de promoção da cidadania em 17 comunidades espalhadas pela capital. O trabalho beneficiou mais de duas mil pessoas.

 

As atividades incluíram oficinas produtivas voltadas para crianças e adolescentes, cujo trabalho desenvolveu técnicas de confecção de peças decorativas e acessórios de moda, como brincos e pulseiras. Além disso, a Seprev levou atendimento psicossocial e jurídico, assim como assistência para os dependentes químicos que buscavam tratamento gratuito.


“Estamos nos aproximando do povo. É assim que se faz política pública. Este programa está dando oportunidade de todas as secretarias de ampliarem suas atuações e ao povo de receber aquilo que tem direito”, enfatizou a secretária Esvalda Bittencourt.

 

Ao todo, foram 17 grotas beneficiadas: Ouro Preto, Canaã, Pica Pau, Aterro, Alto da Boa Vista, Amizade, Andraújo, São Rafael, Facão, Alegria, Bananeira, Pau d'arco, Eduardo Franco, Piabas, Iraci, Ipioca e Mocambo.

grota5

Ações do documento

banner_lai+sic_LATERAL-A-PLONE3.jpg
banner_lai+sic_LATERAL-B-PLONE3.jpg

banner_GERAL_LATERAL_sic-plone3.jpg

 

null

Portal da Transparência